Coronavírus: cuidado com profissionais que atuam no SUS e no SUAS


O agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) – que já ultrapassa 300 casos confirmados no país – tem exigido das autoridades competentes e da população brasileira uma série de cuidados e medidas para evitar tanto a exposição quanto a contaminação pelo vírus. Frente ao cenário desafiador, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) emitiu posicionamento acerca das possibilidades de atuação por parte das(os) profissionais da Psicologia em contextos de emergências e desastres.

Aspecto central do enfrentamento ao problema, entretanto, é colocar em diálogo tanto a atuação quanto a proteção das(os) psicólogas(os) que trabalham cotidianamente no âmbito das políticas públicas do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Esta é a avaliação da presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Ana Sandra Fernandes, que destaca também a importância das gestões locais estarem atentas para garantir, a partir das recomendações das autoridades competentes, a continuidade de forma segura para o desenvolvimento da atividades dessas(es) profissionais.

Ainda conforme a presidente do CFP, sempre que possível, gestores e suas equipes devem avaliar a possibilidade de adiamento das visitas programadas às pessoas e famílias assistidas. Porém, dadas situações de violência, urgência e emergência, o atendimento deve ser realizado sem que se coloque sob risco a saúde das(os) psicólogas(os) e demais profissionais envolvidas(os). Para tanto, reforça Ana Sandra, é imprescindível que as recomendações expedidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais na área sejam acatadas em sua integralidade.”Cuidar dos profissionais da saúde e da assistência social nesse momento de crise significa proteger toda a sociedade”, alerta a presidente do CFP.

Outro apelo aos gestores diz respeito à possibilidade dessas(es) trabalhadoras(es) atuarem de forma on-line, observadas as normativas do Conselho Federal de Psicologia, em especial a Resolução CFP nº 011/2018, que regulamenta a prestação de serviços psicológicos por meio de tecnologias da informação e da comunicação.

Na última segunda-feira (16), o Sistema de Conselhos de Psicologia comunicou à categoria que as(os) profissionais que optarem pela prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologia da informação e da comunicação, como o atendimento on-line, devem realizar o cadastro pelo site http://e-psi.cfp.org.br/, lembrando ainda que, temporariamente (entre março e abril) não será necessário aguardar a confirmação do cadastro para começar o trabalho remoto.


Atuação dos Conselhos Regionais Diante das restrições impostas pela pandemia, os Conselhos Regionais de Psicologia têm adotado medidas no sentido de previnir o alastramento do vírus. Entre ela, a imposição de horários diferenciados de atendimento, a redução das equipes em suas sedes e a restrição ao público externo.

Para acompanhar a atuação dos CRPs e ficar a par das medidas de contenção, acesse pelo site do Conselho Federal de Psicologia os comunicados dos CRPs.


Fonte: CFP

Receba nossa newsletter

Faça parte de nossa lista de e-mails e não perca mais nenhuma informação !

FNDC
Filiado
FENAPSI
Filiado
CUT - SC
Filiado
DIEESE
Parceiro
Mostrar Mais

Nossa Sede

Av. Mauro Ramos, 1624 - Florianópolis/SC-88.020-304

Tel: (48) 3365-7245  //  (48) 3365-7387

sinpsisc@sinpsisc.org.br

Entre em Contato

© Copyright - Todos os direitos reservados - CNPJ: 10.537.494/0001-00

Site administrado por:

Quality Soluções Web | Criação de sites | Aluguel de Loja Virtual | Marketing Digital | Automação Comercial | Whatsapp 48 98427-9431 | Atendemos todo Brasil

© 1996-2020 - "24 anos inspirando Tecnologia para Você!"