Proposta reconsidera terapia de eletrochoque no tratamento a comportamento agressivo de autistas


O Governo Federal, através do Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), abriu consulta pública sobre a proposta de atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do Comportamento Agressivo no Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).


A proposta apresentada pelo governo prevê o uso de ECT (eletroconvulsoterapia/ eletrochoque) para o tratamento de casos de agressividade recorrentes a pessoas dentro do Transtorno do Espectros Autista.


A prática arcaica é considerada como TORTURA pela Organização das Nações Unidas (ONU) e classificada como violação da convenção dos direitos humanos. Centenas de organizações ligadas aos direitos humanos e à psicologia assinam abaixo-assinado em repúdio à medida, entre eles, o SINPSI-SC e a Fenapsi.


Leia e assine a petição para barrar esta proposta

154 visualizações